RORAIMA

Capital: Boa Vista

População: 451.227

Área: 224.298,98Km²

Número de municípios: 15

 

Limites:

  • Venezuela (N e NO),

  • Guiana (L),

  • Pará (SE) e Amazonas (S e O).

Ainda desconhecido por muitos, Roraima é um estado da região Norte do Brasil diferenciado dos seus vizinhos amazônidas! Um dos principais diferenciais deste lugar são as savanas, ou mais popularmente, como é conhecido na região, o lavrado!

 

Uma imensidão na região noroeste do Estado, uma paisagem belíssima, repleta de buritizais, lagos e serras que se perdem da vista no horizonte que parece infinito. A expectativa de encontar um lugar de floresta também pode ser atendida na região Sul, nos limites com os estados do Amazonas e Pará.

 

Portanto, Roraima é um lugar exuberante em biomas, etnias indígenas, cultura, além de ser a porta de entrada do Brasil para quem vem da Venezuela e Guiana, países que fazem fronteira com Roraima.

 

História de Roraima

 

Pelo rio Branco chegaram os primeiros colonizadores portugueses. Mas o vale do rio Branco sempre foi cobiçado por ingleses e holandeses, através da Guiana que aqui estiveram em busca de índios. Os espanhóis pelo território da atual Venezuela também chegaram a invadir a parte norte do rio Branco e no rio Uraricoera. Os portugueses derrotaram e explusaram todos os invasores e estabeleceram a saberania de Portugual sobre a região.

 

A contrução do Forte São Joaquim na confluência dos rios Uraricoiera e Tacutu, em 1775 foi um marco decisivo na conquista do rio Branco pelos portugueses. A decisão para construir o Forte São Joaquim, hoje destruído, foi tomada para que, apartir do Forte, os portugueses pudessem enfrentar a cobiça internacional e assegurar a soberania de Portugual sobre as terras do vale do Rio Branco.

 

Após o domínio na região, os portugueses partiram para a criação de povoados reunindo os próprios índios da região. Foram criados: Senhora da Conceição e Santo Antônio (no rio Uraricoera), São Felipe (no rio Tacutu) e Nossa Senhora do Carmo e Santa Bárbara (no rio Branco). Os índios não se sujeitaram às condições impostas pelos portugueses aos povoados. Assim, esses não se desenvolveram. Em 1789, o comandante Manuel da Gama Lobo D'Almada, para garantir a presença do homem, dito civilizado nos campos naturais do rio Branco, introduziu o gado bovino e equino. Inicialmente na fazenda São Bento, no Uraricoera, depois na fazenda São Jóse, no Tacutu e na fazenda São Marcos, em 1799. Esta ainda hoje existe, pertence aos índios e está localizada em frente ao local onde existia o Forte São Joaquim.

 

Quem mais atentou contra a soberania protuguesa na região foram os ingleses. Entre 1810 e 1811, militares ingleses penetraram na região, mas foram impedidos de prosseguirem com o trabalho de penetração pelo comandante do Forte São Joaquim. Com as muitas invasões inglesas, foi decidido demarcar a nova fronteira entre o Brasil e Guiana.

 

Fonte: FREITAS, Luiz Aimberê Soares de - Estudos Sociais de Roraima (Geografia e História).

 

Curiosidades de Roraima - Você sabia?

 

  • Roraima é o extremo Norte do Brasil! O termo: "do Oiapoque ao Chuí" já não é mais correto! Quem está atualizado diz: "Do Caburaí ao Chuí" O Monte Caburaí é o extremo Norte do Brasil

  • A cidade de Boa Vista é a única Capital brasileira situada totalmente acima da linha do equador

  • Em Roraima, você tem acesso à dois países da America do Sul, Venezuela e Guiana. No Monte Roraima existe um marco desta tríplice fronteira.

 

O que fazer em Boa Vista - Roraima?

 

Boa Vista oferece diversas opções de entretenimento para população e visitante, e pode atender tanto os que buscam a tranquilidade, uma das características mais fortes da cidade, como para os que buscam agitação. A noite de Boa Vista tem opções para muitos estilos:

 

Passeios turísticos em Boa Vista - Roraima

 

Com a Makunaima Expedições, sua visita à Boa Vista - Roraima pode ser bem mais proveitosa! Abaixo listamos algumas recomendações de passeios turísticos que podem ser feitos na capital de Roraima e entorno:

 

Passeio de barco no Rio Branco: Aproximadamente 2 horas de duração. Neste passeio é possível tomar um banho nas praias do rio Branco, observar a vida silvestre, além de conhecer um pouco da história de Boa Vista e estado de Roraima.

 

 

 

 

 

 

Passeio de caiaque - Águas de Makunaima: 4 horas de contato direto com a natureza e muito banho de rio em uma remada nas águas tranquilas do igarapé Água Boa e do rio Branco!

 

 

 

 

 

Fronteira Brasil x Venezuela: À apriximadamente 230Km de Boa Vista está a cidade de Santa Elena de Uairén, na Venezuela. Neste passeio é possível conhecer um pouquinho da Venezuela, tomar banho de cachoeira e fazer algumas comprinhas bem atrativas, principalmente para os brasileiros. Antiga área de garimpo de diamantes, o Tepequém hoje é um dos atrativos mais visitados do estado de Roraima, pois oferece uma diversidade de cachoeiras, trilhas e exuberante paisagem. Seu platô está a aprocimadamente 1.100 metros acima do nível do mar, um lugar muito rico em orquídeas e bromélias.

 

 

 

 

 

 

Serra do Tepequém: Antiga área de garimpo de diamantes, o Tepequém hoje é um dos atrativos mais visitados do estado de Roraima, pois oferece uma diversidade de cachoeiras, trilhas e exuberante paisagem. Seu platô está a aprocimadamente 1.100 metros acima do nível do mar, um lugar muito rico em orquídeas e bromélias.

 

 

 

 

 

 

City tour em Boa Vista: Conheça por completo a história desta cidade planejada. No city tour em Boa Vista estão contempladas paradas no Museu Integrado de Roraima, Bosque dos Papagaios e mini zoológico do 7º Batalhão de Infantaria de Selva do Exército Brasileiro.

 

 

 

 

 

ENDEREÇO

Rua Floriano Peixoto, 136
Boa Vista-RR 69301-320
makunaimaexpedicoes@gmail.com

Tel: 55 95 3624-6004

CNPJ: 09.453.066-0001-01

CADASTUR: 22.019152.10.0001-8

  • facebook-square

MAPA

Parceiros

Desenvolvido por